terça-feira, 31 de março de 2009

A LUZ NA ANIMAÇÃO


Tudo o que a gente enxerga, é um processo que começa a partir de uma fonte energética que produz a luz. Seja ela, o sol ou fontes de iluminação artificiais, como as lâmpadas.
A iluminação em cinema é o que permite ao espectador perceber o que se passa na tela, mas não apenas isso. Pois também tem como função ajudar a criar o clima contando visualmente o que se passa em uma cena.
Na animação stop motion, como não podemos nos dar ao luxo de usar a luz do dia, pois o Sol e a Terra se movimentam e a luz vai se modificando a cada clique, olhando foto por foto, quase não vemos diferença, mas ao passar 30 fotos por segundo a luz vai estar tão animada quanto seus personagens.
Então, pra resolver isso, feche bem portas e as janelas do set, a iluminação será artificial.
A técnica cinematográfica de Hollywood tem mais de cem anos, porém permanece baseada neste mesmo princípio de iluminação em três pontos de luz, mudando muito pouca coisa ao longo de todo este tempo.
Use de preferência 3 pontos de luz, uma principal, uma luz rebatida e uma contra luz, assim você terá uma imagem bem definida e bem recortada.
Uma boa saída é usar lâmpadas frias, além de mais econômicas não aquecem o ambiente.

ATAQUE – Ilumina o objeto, permitindo ao observador ver o objeto. Num plano clássico, a luz de ataque ou key light é brilhante e forte vindo de cima e de um lado a outro da face do personagem. Puristas dizem que o ataque deve ser mirada de modo que a sombra do nariz toque o canto da boca do personagem. È natural que a luz de ataque sempre esteja posicionada levemente acima do personagem, pois no mundo real a luz vem do céu ou em ambientes fechados de luzes colocadas no teto.

REBATIDA – Ou Fill light é uma luz de preenchimento. Ela é colocada na frente do personagem, em lado sempre oposto a key light. É uma luz leve que tem a finalidade de preencher os espaços vazios gerados pela sombra da key light. A fill light reduz o contraste total da imagem, principalmente na face.

CONTRALUZ – A contraluz ou backlight ilumina o personagem por trás, recortando-o do fundo e separando didaticamente o elemento de primeiro plano para uma percepção mais simples da platéia. A backlight costuma ser colocada atrás do personagem, voltada na direção da câmera de modo cuidadoso para que ela não apareça na cena. A backlight pode ser a luz mais forte em todo o set.

Iluminar corretamente é parte de sua função de animador. Você não quer ter que refilmar tudo novamente porque há um erro na luz, certo? Então verifique tudo duas ou três vezes e mantenha-se sempre atento.
A ajuda de um diretor de fotografia com experiência neste setor será de grande valia para seu projeto.


DETALHES NA HORA DE “FILMAR”
O ideal é que seus refletores estejam montados sobre tripés específicos, sempre a uma boa distância do set onde as miniaturas estejam. Isso permite à equipe de animação modificar a posição dos bonecos, fazendo as alterações necessárias sem correr o risco de esbarrar em um refletor, porém nem sempre isso é possível e se os tripés estiverem próximos prenda-os ao chão com porcas e parafusos.
Se sua produção terá uma duração mais longa ou se trata de um vídeo profissional de stop motion, adaptações no seu estúdio poderão facilitar muito, como a adaptação de uma estrutura metálica de teto que prenda os refletores em uma posição fixa. Isso previne os problemas de esbarrões nos suportes dos refletores. Mas será sempre necessário o uso de alguns refletores extras de chão para aumentar o detalhe em áreas específicas do cenário.
Pantógrafos presos ao teto ou a parede também são bem vindos, pois assim você pode recolher ou esticar a iluminação sobre o seu cenário.


FOTO: cena de A HISTÓRIA DE JOÃO DAS ALFACES (cena2, plano1, foto 082)


Direção de Fotografia: DANIEL CANDIAN


Animação: Cacinho e Daniel Monstrozit


Direção: Cacinho






4 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Fala mulequeeeeeeee...
Dicas e mais dicas, agora bom mesmo deve ser na prática, atuar, um dia ainda vou aí e fazemos um de parceria, acho que eu iria gostar, acho não, tenho certeza...um abração em todos aí..beijoooo

Diogo disse...

Ta sinistro hein Cacinho! esbanjando conhecimento! Vc tinha é que começar a dar aulas (sem deixar de produzir, é claro!) Muito bom esse post! Abçs

Josy disse...

Obrigada...
Você também escreve mt bem.
Prefiro fotografar... mas essa coisa toda de capturar os momentos acho incrível.

Abraços.

SANJAY disse...

Hi I am Sanjay from Nepal JAMES PIZARRO follower I have visited ur blog it is nice on request to visit my blog www.sanjaykumarjha.blogspot.com and leave ur comments