segunda-feira, 31 de março de 2008

SOPRA VENTO

CENA DO VIDEOCLIPE "SOPRA VENTO" MÚSICA DO MEU IRMÃO EDU, COM UMA PEQUENA PARCERIA MINHA....

SOPRA VENTO, SOPRA VENTO, SOPRA VENTO
E BALANÇA OS COQUEIROS, BEIJA SUAS FOLHAS
POUPA O MEU PARDIEIRO
SENÃO FICO NO TEMPO
FICO NA MARESIA
NA MESMA AGONIA
DE ONTEM

SOPRA VENTO, SOPRA VENTO, SOPRA VENTO
VEM VARRER A AREIA, QUE SUJA TODO DIA
O CHÃO DA MINHA ALDEIA
QUE ESPERA ANSIOSA
VOLTAR A JANGADA
NA MADRUGADA
DE HOJE

SOPRA VENTO, SOPRA VENTO, SOPRA VENTO
E EMPURRA A JANGADA, DO VERDE OCEANO
PRA AREIA DOURADA
TRAZENDO NA REDE
OS FRUTOS DO MAR
ESPERO VOLTAR
NO AMANHÃ

SOPRA VENTO, SOPRA VENTO, SOPRA VENTO
MUDA O MEU DESTINO E, DE JANGADEIRO
ME TRANSFORMA EM MENINO
QUE DE PÉS DESCALÇO
SE ENTREGA A ALEGRIA
NA MESMA EUFORIA
PRA SEMPRE....

AGORA EM BREVE SAI A ANIMAÇÃO...
OS BONECOS SÃO FEITOS DE EMBORRACHADO DE EVA
FOI NA VERDADE UM TESTE QUE EU FIZ...
O RESULTADO FOI SATISFATÓRIO...

ABRAÇOS

terça-feira, 25 de março de 2008

FESTCINE AMAZÔNIA

TRÊS TRABALHOS MEUS FORAM CLASSIFICADOS PARA A MOSTRA PARALELA: ADIVINHA DOS PEIXES, RECICLANDO IDÉIAS e A HISTÓRIA DE SEU JOÃO DAS ALFACES.
AGORA COM O FESTIVAL ITINERANTE AUMENTA E MUITO O PÚBLICO.
LEGAL DEMAIS ESSA INICIATIVA..
SEM CONTAR QUE ME ENVIARAM PELO CORREIO OS DIPLOMAS DE PARTICIPAÇÃO E UMA CAMISA MUITO BACANA.

"FESTCINE AMAZÔNIA ITINERANTE
Com a Itinerância o Festival chega ao universo maior de pessoas.Utilizando todos meios de locomoção vai até as comunidades Ribeirinhas de Rondônia, como as do Rio Madeira, o maior afluente do Rio Amazonas. Todos os estados da Região Norte do Brasil também recebem agora o Festcine Amazônia. Ampliamos assim a nossa capacidade de refletir sobre os nossos próprios problemas. É a Amazônia pensando a Amazônia. Mas é preciso ampliar mais esta percepção. O Festival chega aos nossos vizinhos da América Latina: Peru, Bolívia e Colômbia.E cruzando o Atlântico, levamos o Cinema Ambiental até os irmãos lusitanos. Serão mais de 114 horas de exibição, mais de 33.000 mil quilômetros percorridos. O Festiva será visto por mais de 10.000 mil pessoas. Assim, o Festcine Amazônia vai ganhando o mundo. E o mais importante: o mundo ganha um festival que nasceu para ajudar a cuidar dele."

MUNICÍPIO DE PORTO VELHO E DISTRITOS:
Jacy Paraná - FOTOS
Mutum Paraná
União Bendeirante
Fortaleza do Abunã
Extrema
Nova Califórnia
Vista Alegre do Abunã
São Carlos
Nazaré
Calama
Demarcação
RONDÔNIA
Ariquemes
Ji-Paraná
Cacoal
Vilhena
Costa Marques
Guajará Mirim
CAPITAIS DA REGIÃO NORTE
Manaus
Belém
Macapá
Boa Vista
Rio Branco
BOLÍVIA
Guayarámerín
Cachuela Esperanza
Riberalta
PERU
Porto Maldonado
Cuzco
COLÔMBIA
Santiago de Cali

PORTUGAL
Coimbra

Fonte: www.festcineamazonia.com.br
Autor: Assessoria de Comunicação

quinta-feira, 6 de março de 2008

ANIMANDO o DESENHO

Bom... Os desenhos animados tradicionais, têm as ações trabalhadas quadro a quadro – isto é: para cada pequeno movimento, é preciso realizar vários desenhos. Como a nossa visão consegue distinguir até oito imagens por segundo, os desenhistas fazem, uma média de no mínimo, 12 quadros para cada segundo de animação.Isso quer dizer que, para fazer um filme de uma hora, serão necessários cerca de 43.200 desenhos! nos primeiros desenhos animados, eles eram fotografados por uma câmera decinema e, depois, projetados numa tela.
ESTE VÍDEO AÍ DE BAIXO MOSTRA BEM ISSO...
O primeiro desenho animado foi produzido, em 1906, pelo inglês James Stuart Blackton e se chamava “Fases humorísticas de faces engraçadas”. O nome era estranho, mas o filme conquistou o público. Afinal, ver personagens desenhados num quadro-negro se movimentando era uma novidade e tanto.Hoje com os computadores muitas etapas são diminuidas neste processo.
HOJE VOCÊ PODE MARCAR UM PONTO E OUTRO PRA ONDE O PERSONAGEM VAI SE MOVER E ELE IRÁ SOZINHO.
Bom... mas na verdade, pra se fazer uma animação você não precisa, necessariamente saber desenhar. você pode usar uma câmera fotográfica digital, ou até mesmo uma simples web cam. vc pode usar bonecos de massinha, feitos por você, ou mesmo os bonecos comprados na loja de 1,99...esta forma de animar, se chama stop motion... é uma maneria que gosto muitode fazer, e tenho procurado me aprefeiçoar nessa técnica.Parecido com o que ocorre nos desenhos feitos à mão, no stop motion, os personagens são fotografados em várias posições, dando seqüência a um movimento. sempre mexendo um pouquinho de cada vez e fotografando sucessivamente até o personagem parecer que fez algum movimento. você pode usar a mesma proporção de 12 fotos pra um segundo... mas o melhor é fazer com o dobro de fotos. por que o movimento é fica mais real.A técnica do stop motion foi a utilizada em filmes famosos como A Batalha dos Vegetais, que demorou cinco anos para ser produzido, e A Noiva-Cadáver, que levou nada menos que dez anos para ficar pronto!então?basta ter paciência... uma câmera fotográfica digital...massinhas de modelar de várias cores...sucatas...
E TUDO QUE A SUA IMAGINAÇÃO ACHAR QUE SERVE... BOA ANIMAÇÃO

pesquisa: http://www.invivo.fiocruz.br/


video

terça-feira, 4 de março de 2008

LEMBRANÇAS



Não existe nada mais antigo;

Do que cowboy que dá cem tiros de uma vez;

A vó da gente deve ter saudade, do Zing Pow;

Do cinto de inutilidades;

No nosso mundo tudo é novo e colorido;

Não tem lugar pra essa gente que já era;

Morcego velho, bang-bang de mentira, vocês já eram;

O nosso papo é alegria !
QUEM SE LEMBRA DA MUSIQUINHA AÍ DE CIMA..
COM CERTEZA VAI CONHECER OS PERSONAGENS
INESQUECÍVEIS DE HANNA BARBERA.

domingo, 2 de março de 2008

BRINCANDO COM O COTIDIANO - MATÉRIA DO JORNAL TRIBUNA DE MINAS - 02/03/08

Acácio Alves Pinto Júnior (Cacinho),46 anos, cineasta de animação
foto: DIOGO ALBINO

Conhecido como Cacinho, esse cineasta, desenhista, ilustrador, chargista, caricaturista e ‘metido a cozinheiro’ - como ele se define - veio de Barra do Piraí (RJ) para Juiz de Fora há quatro anos, para fazer faculdade de artes na UFJF. Não passou no vestibular - segundo ele, por causa da prova discursiva de física -, mas descobriu na cidade um curso de tecnólogo em cinema, acabou fixando residência por aqui e se apaixonando pela sétima arte. Atualmente, ele desenvolve curtas de animação, orienta cursos de stop motion e colhe bons resultados de seus trabalhos, como o prêmio Trama Universitário, em 2005, por um videoclipe feito para o músico Tom Zé, o terceiro lugar o Animaserra 2007, com a animação “Viagem à lua”, e o primeiro lugar no VI Festival de Vídeo Estudantil - Mostra de Cinema de Guaíba (RS), com o curta “Reciclando idéias”.
Além dos prêmios, Cacinho conta com orgulho que suas produções “Viagem à lua” e “Adivinha dos peixes” estão sendo exibidas na TV Rá-Tim-Bum (canal infantil por assinatura). Em abril, ele deve lançar “A história de João das alfaces”, animação em stop motion feita para a Embrapa, e já pensa no próximo projeto: a adaptação de um conto, de autoria de seu irmão Eduardo, sobre as aventuras imaginárias de um menino de castigo no escritório do pai. Cacinho ressalta que, em seus trabalhos, costuma explorar comicidade e cotidiano e, de uns tempos para cá, vem exercendo o hobby de juntar pequenas sucatas para utilizar como cenário e personagens de suas obras.
Nas horas de lazer, o animador gosta de ir a barzinhos e está sempre ligado nas atrações culturais do Mezcla e do Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm). Mas Cacinho também tem o hábito de ler sobre história, política e aventura e ouvir música popular brasileira, com ênfase no repertório de João Bosco e Chico Buarque. Na TV, além de desenhos - é claro! - ele gosta de assistir filmes, jornais, programas de culinária e novelas das sete. “Geralmente, são bem engraçadas”, justifica-se. Outro hobby que ele destaca é a arte de cozinhar.
DVD“Ana Carolina e Seu Jorge: Ao vivo”, da Sony/BMG “É um dos meus DVDs preferidos pelo primor técnico, sem falar nas músicas maravilhosas.”
ShowLúdica Música!“Com um repertório bem diferente e de qualidade, eles apresentam um espetáculo para se ver e ouvir. O nome da banda já diz tudo.”
CD“Cantoria I”, lançado em 1984 pela Kuarup“Um álbum que reúne Elomar, Xangai, Geraldo Azevedo e Vital Farias. Só ‘musicão’. Difícil alguém ouvir e não gostar.”
Livro“O senhor dos anéis”, de J.R.R. TolkienA trilogia apresenta um universo diegético fantástico, com muita história envolvendo política, sem falar nas aventuras.”
Filme“Ratatouille”, dos estúdios Walt Disney e Pixar “É um filme que reúne duas coisas que eu adoro: animação e culinária.”
Frase“Ficar de frente para o mar, de costas pro Brasil, não vai fazer deste lugar um bom país.” “Trecho da música ‘Notícias do Brasil’, de Milton Nascimento e Fernando Brant, que nos remete à questão social brasileira. Não dá para esperar as coisas acontecerem, temos que ir a luta.”

(Caderno Dois - coluna "Vale a Pena")